Quando você começou a sua empresa, com certeza tinha muitas ideias otimistas e vontade de trabalhar. Claro, isso é muito importante, porém tem um aspecto fundamental para garantir a prosperidade do seu negócio: validar as suas ideias.

Afinal, é muito comum agirmos por “impulso” ou “paixão”, mas é necessário olhar para a sua ideia de um ponto de vista mais amplo e prático. O processo de validação de uma ideia passa, de início, por algumas reflexões:

  • Onde inserir minha empresa e minha solução?
  • Será que meu produto tem chances de dar certo? Por que? Quais são os meus diferenciais?
  • Quais são os pontos fracos da minha estratégia?
  • Como é que eu posso validar e testar minha ideia de negócio e meus produtos/serviços?

Se você não consegue responder a todas estas reflexões, está na hora de considerar alguns pontos e trabalhar para validar, de verdade, as suas ideias.

1- Faça uma avaliação fria e objetiva da sua ideia.

Após ter uma sacada genial, é necessário pesquisar fundo para ver se alguém já teve a mesma ideia e de qual forma. Mesmo que o produto/serviço já exista, lembre-se que sempre é possível melhorar algo ou agregar algum valor e criar um diferencial.

Durante as pesquisas, identifique se o mercado está satisfeito com o produto/serviço e com as empresas que trabalham com isso, principalmente em sua região .

2- Busque feedbacks sinceros.

Converse com pessoas confiáveis e que tenham conhecimento sobre o assunto que envolve sua ideia. Estas pessoas podem fazer observações e críticas construtivas para você se diferenciar e tornar o seu produto/serviço melhor ainda.

3- Construa um Mínimo Produto Viável.

Se a sua ideia for boa e aprovada por pessoas confiáveis, é hora de construir um MPV (Mínimo Produto Viável). Ele é um protótipo mais próximo do serviço/produto que você deseja vender e deve ser testado em situações reais de consumo. Com isso, você identifica como os clientes lidam com a sua proposta, quais as dificuldades, o que pode ser aproveitado e se realmente há aderência. 

4- Construa a sua identidade.

Comece a construir a sua marca a partir de um nome atrativo e de impacto, que favoreça a sua comunicação e ações de marketing. Nome e marca são fundamentais, portanto o ideal é que você invista em um profissional para te auxiliar.

Também é a hora de garantir os domínios em redes sociais e site.

5- Crie um plano para aquisição e conquista de clientes.

Com este plano, você tem informações de quanto será necessário investir na divulgação do negócio, campanhas de marketing e no atendimento dos primeiros usuários. Afinal, não adianta ter um excelente plano de negócios se não for capaz de transformar a sua ideia em clientes.

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.